sábado, 14 de novembro de 2015

TEMPO DE AMAR


TEMPO DE AMAR


Mandado que fui, perguntei
Ao Tempo o que ele dirá
Indago quando será o tempo
Se ainda qual tempo será?

Esperto o danado e faceiro
Com pergunta, resposta me dá:
Qual tempo perguntas ao Tempo?
O tempo daqui? Ou o tempo de lá?

Como não sei distinguir esse tempo
Tampouco sei quem saberá...
Na angustia fiquei pensativo
E terei que o Tempo esperar

Se um dia encontrarei meu amor?
Isso o Tempo não soube falar
Saindo, disse o malandro sorrindo:
É chegado seu tempo de amar!


OZEAS CB RAMOS
www.facebook.com/rascunho1966
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...