quinta-feira, 5 de novembro de 2015

SENSACIONALISMO BARATO?


Essa é antiga. E demonstra como a visão externa de um fato, pode em sua narrativa alterá-lo até em sua essência. É, mais ou menos, como alguns jornalistas, alguns até destacados em sua profissão, narram as suas verdades. Por si só, descrever aquilo que se vê não garante a exatidão. Não carrega a verdade nessa narrativa. Quando muito, parte dela.

A estória aconteceu mais ou menos assim:

Uma senhora foi ao açougue comprar algo para preparar para o almoço. Chegando viu que o fígado estava com ótima aparência e pediu ao açougueiro que cortasse um quilo. E ele assim o fez.

Pesado, embrulhado [é companheiro (a) antigamente era em uma folha de jornal] entregou o pedido.

Atarefado com o atendimento dos demais clientes, esqueceu-se de cobrar. A senhora envolvida por suas demais tarefas a cumprir saiu sem pagar a compra. Mera distração sem nenhuma maldade envolvida.

Quando finalmente o açougueiro percebeu (lembrou) que não havia cobrado e, não havendo outros clientes para atender, saiu às pressas atrás da senhora. Saiu como estava - com o jaleco sujo e com a sua faca na mão.

Encontrado-a pediu-lhe gentilmente a quantia esquecida. Ela confusa, afirmava que havia pagado e que jamais sairia sem pagar. Nessa confusão despretensiosa criada pelo acaso, ele perde a cabeça, toma de volta o embrulho com o fígado e retorna para o açougue.

Como uma estória, ela carece de maiores detalhes e de uma máxima em si.

Porém esse evento, posteriormente narrado por uma testemunha ocular dos fatos, saiu assim:

Açougueiro furioso armado com uma faca corre atrás de uma senhora e arranca-lhe o fígado!

É desse modo que as coisas são passadas a diante. E nossa imprensa está cada vez mais especialista em dar notícias assim.

É preciso ler as manchetes, ler o conteúdo, se possível ver a mesma notícia em outro (s) jornais e revistas. Depurar tudo. O sensacionalismo está em alta em nosso país. Como se não bastasse a possibilidade do engano natural ainda há os que noticiam movidos por interesses pessoais, partidários, etc.



OZEAS CB RAMOS
www.rascunho1966.blogspot.com.br
www.facebook.com/rascunho1966
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...