sábado, 25 de julho de 2015

POLÍTICA - OLHEM O DIABO EM QUE ESTAMOS METIDOS


OLHEM O DIABO EM QUE ESTAMOS METIDOS

A política brasileira numa crise sem precedentes
Sou TERMINANTEMENTE contra golpe militar, contrário à volta dos milicas ao poder pela força da farda e das armas. Entendo, entretanto, que no passado isso pôde ocorrer devido a uma conjunção desastrosa de eventos.

Porém, diante de uma crise generalizada na qual o país anda vivenciando, em que as instituições principais que representam a democracia e o tal “estado de direito” estão metidas em todo tipo de corrupção, ativa ou passiva, algo precise ser feito de modo cirúrgico, urgente e severo.

O Governo, ao qual denomino DESGOVERNO, anda sob suspeitas que não cessam; uma eclosão diária de fatos, alguns midiáticos, que não sustentariam nenhum governo em qualquer outro lugar nesse planeta.

Os presidentes do Congresso Nacional, Câmara e Senado, igualmente investigados pelos mesmos crimes supostamente (ainda) atribuídos aos mandatários do executivo.

O judiciário e os tribunais superiores aparelhados pelo executivo vivem em crise interna e divisão. Não são confiáveis, salvo raras e boas exceções.

As nossas principais empresas nas mãos inescrupulosas que se locupletam à custa do erário público e que criam um circulo vicioso de manutenção das legendas partidárias no poder.

A oposição inerte, incompetente e igualmente metida em escândalos da mesma ordem. Não podem bradar aos quatro ventos os atos praticados pelo governo porque são todos “farinha do mesmo saco”. Os poucos representantes dignos apagam-se tão rapidamente quanto surgem a cada início de processo eleitoral.

Por hora depositamos nossa esperança na ação do Ministério Público e parte da Polícia Federal, como se esses fossem os arautos da moralidade. É antes a única fonte de ações que alinham o pensamento da sociedade por moralidade e justiça.

Estamos sendo fwdwdws lentamente como se cozinha galo em fogo brando... Enquanto a sociedade se fadiga em sobreviver a toda ordem de descasos, a saber, diminuição de postos de trabalho, mudanças nas relações trabalhistas, falta de atendimento à saúde, insegurança pública, educação pública caótica, transporte ineficiente, etc etc etc, e ainda pagar a conta dos desmandos de uma crise econômica sem precedente provocadas em grande parte pelo desgoverno atual.

A sociedade precisa se organizar e reagir imediatamente e severamente a tudo isso. Esperar que os mesmos atores tragam a “solução” será trocar seis por meia dúzia. São TODOS da mesma essência.

Comecei esse desabafo falando dos militares para posicionar minha opinião contrária a um golpe com a tomada do poder. Quem precisa ser agente nesse momento é o povo brasileiro enquanto nação soberana, democrática e livre. As Forças Armadas agiriam apenas para manter a ordem pública e evitar que o país entrasse numa guerra civil generalizada e afundasse no caos.

Os destinos precisam ser reencontrados, amadurecidos e encaminhados!!! Nos mesmos moldes - igualdade, liberdade e fraternidade e o povo de volta ao poder.


OZEAS CB RAMOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...