sexta-feira, 31 de julho de 2015

DEVANEIO POÉTICO


DEVANEIO POÉTICO

Um poeta não vive sozinho.
Anda de mãos dadas com a solidão,
Goza com a inspiração infinda,
E convive solidariamente com a loucura e
dela se alimenta despudorado.
Um poema, sim, é uma alma solitária,
Cheia de vazios em si,
Carregado de reais ilusões sinceras,
Que existe apenas onde habita,
e que somente trará alento
e companhia a outrem dando-lhe vida e sonhos,
quando lido por um coração aberto.
É quando deixa de ser um reles escrevinho
E toma formas de um ser alado
instante em que ganha Vida e
transmuta-se em Poesia!

(É desse modo como todo poeta voa).

OZEAS CB RAMOS
www.facebook.com/rascunho1966
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...