terça-feira, 27 de agosto de 2013

O GOL


Ozeas Ramos

Buscou apoiar-se
Pé fincado
Base preparada
Chegou a hora, sua hora.
Seria destra nessa arte
Chute forte
Pelo meio
Planejado por anos
Aquele momento
Era fria
E fez seu intentando gol
Certeiro o chute

Eu agora estava na rede
Caído no fundo
Via aturdido que havia festa
Não tinha mais o que fazer
O jogo estava encerrado
Não ouvi choros
O único derrotado era eu
Restava-me o tempo
Ficar em meu canto
E murchar.

OZEAS RAMOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...