terça-feira, 20 de agosto de 2013

FRIO EM MIM




Faz um frio insuportável aqui
Desses que agridem carne e ossos
Lá fora uma chuva fina e constante
(também chove em mim)
Tornam essa noite um horror
Eu nem vejo um céu!
A cama arrumada, lençol trocado
Fronhas e o edredom
Eles não têm mais teu cheiro
Vivo somente em minha memória.
Há lembranças que são só minhas.
Noite longa e solidão
Diabólica saudade que não exorcizo.
Eu não quero o amanhecer
Pois ele não trará você
Luz do dia.
Não quero a noite eterna
Só o fim
Desse frio em mim!

OZEAS CB RAMOS
www.rascunho1966.blogspot.com.br
www.facebook.com/rascunho1966
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...